Pesquisar este blog

sábado, maio 06, 2006

Experiências dos últimos tempos


Quase dois anos depois, estou a falar do Orkut. Aprendi muito lá. Meu último interesse apareceu como consequencia de uma mudança de hábitos de vida. Depois de 2 anos em sedentarismo desenvolvi hérnia de disco e artrose. Com o sedentarismo ganhei peso, e hoje vejo que esta foi a causa primeira das dores. Depois de ter feito hidroterapia e RPG, amparada por neurologista, psicoterapia, ortopedista e reumatologista, mais a endocrinologista (tiroidite) decidi fazer meus próprios exercícios na água, combinando bom senso, mecânica e treinamento de movimentos (sou especialista em terapia pelo Movimento e Dança também, ex bailarina e ex atleta ). Durante o verão aprendi que primeiro se relaxa a coluna. Depois se anda na água e se estica). Decidi fazer esteira bem devagarzinho, porque não tenho piscina coberta no clube. Faz um mês já e fiquei contente, tipo de levantar de bom humor. Minha dieta vai bem, já estou na 3a. fase. Não sinto dor. Depois posto sobre a dieta, mas vou deixar o link do orkut aqui por enquanto, buscando ajudar pessoas que têm problemas semelhantes ao que tive. http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=153945&tid=2421315854966444727 para quem tem orkut.
No final, publiquei este estudo em http://www.geocities.com/noelizalima/depressao e procure o link 'Esta tireoide'. . Está muito bom, dê uma olhada. Depois comente aqui.


*[Nos meus textos os substantivos em masculino ou feminino independem de sexo e genero; é somente uma questão gramatical]

Nestas horas a psicóloga pensa - foi o movimento correto que me ajudou, não a psicologia. Mudei de consultório também, e isto foi um empurrão para tudo. Tudo está relacionado, corpo, mente, emoções, vida de relação e a vontade de viver bem. Viver em é uma decisão pessoal, é livre arbítrio. E livre arbítrio ... há que se construir.

LIBRE? LIBRE MARIPOSA

Cecílio Kermann meu guru de
AT dizia: 'Miedo y Culpa son los rebusques más destructivos que alguno puede tener'. Depois, Mimi, minha querida amiga e cabelereira disse: 'Haaaa, eu não sinto medo. Tiro isto da minha vida fácil'. Hoje concordo sim. Para ser autonomo(a) tem-se que esquecer a culpa e o medo. Mas a culpa é mais grave, devido a intensidade com que é aprendida e disseminada. Culpa é a borda da compaixão. O amor entre homem e mulher tem um lastrinho de culpa. A gente nunca sabe se o 'engolir sapo' é um ato de compaixão, de culpa, de medo, de pena, ou de boa convivência. Freud escreveu que excessivo altruísmo e narcisismo se parecem. Fazer muito pelo outro, ou mais do que seus 50% faz com que se adquira uma cota extra no céu, segundo a religião, mas pode também fazer nosso inferno em vida. Temos de estar atentos e fortes, como na música (Caetano e Gil??)
'As mulheres são tarefeiras e cuidadoras' segundo Mary Castro em Reengendrando o Feminismo. Sem dúvida. Na minha tese encontrei ocorrencia de doenças entre as mulheres a cidadania. Mulheres altruístas. Pode chegar a co-dependencia, mas este é outro assunto. Aqui falo de como as pessoas desconsideram a si mesmas através do medo e da culpa.

MEDO, CULPA E SUBORNO

Deixamos que outros nos manipulem por medo, culpa ou suborno. Mas ninguém é capaz de forçar alguém a 'se vender' (meio forte a palavra) a se sentir medroso ou culpado.
Digamos assim: sentimos uma necessidade de agradar alguém, ajudar alguém, a ser agradável, a se sentir responsável pelo outro, a se sentir em dívida. E então buscamos satisfazer o outro ou a outra. A vida é feita de pequenas solicitações que se combinam: o quieto e a expansiva, o ruim e o bom, dualismos que coexistem bem, porque um tem o que falta ao outro.

Veja o restante de manipulação em 7/novembro - continuei depois.

Gostou? Envie...
Postar um comentário

Citação

Jung: ...A vida nada mais é do que um hiato. O que fazemos dela, o sentido que damos para ela enquanto vivemos importa mais do que qualquer acúmulo de glória e riquezas materiais.