Pesquisar este blog

segunda-feira, fevereiro 18, 2013

Essa tal felicidade

'Ser feliz' é uma grande busca do ser humano. Há 50 anos atrás buscávamos a 'realização'. Um sucesso, algo conquistado, uma paquera correspondida, e ficávamos felizes. Era a época dos momentos felizes. Em 1960 a parapsicologia já era conhecida em algumas cidades brasileiras e a meditação transcedental, assim como autores filosóficos já faziam parte da biblioteca do cidadão. Isto trouxe o budismo, e a '3a. onda' do pensamento, ou sejam, novas disciplinas e idéias transcedentais dentro da psicologia. Não era um conhecimento acadêmico, as universidades optavam pela psicanálise e behaviorismo. Nos cursos de pós graduação já se tinha contato com Carl Rogers, Jung, Fritz Peerls, Rollo May, e as mentes queram mais.
A palavra era 'auto realização'. (Clique).

Estar feliz é uma coisa possível. A cada momento temos a oportunidade de criar o bem estar dentro de nós, através de exercícios físicos, meditação, relaxamento, fazendo o que gostamos, sentindo-nos próximos a pessoas, animais, natureza. A felicidade pode vir de fora: o amor dos outros, o reconhecimento, a certeza do dever retamente cumprido. 
Pessoas que valorizam a sua vida, que aprenderam sofrer, a refletirem sobre as experiências, que cuidam da saúde física e da mente, pessoas alegres, pessoas com algum tipo de esperança no coração (fé) podem ser felizes.
Aprender a estar feliz pode levar a aprender a ser feliz. É um aprendizado difícil, na maioria das vezes, exige uma reforma íntima. Rever onde 'colocar os ovos' (geralmente colocam-se todos em uma cesta só). Exemplo: colocar sua felicidade no casamento, ou na profissão, ou viver pelos filhos, ou ... tantas são as cestas que cada pessoa privilegia...

Costumo dizer que a felicidade não interessa muito, o que interessa é a profundidade de sua experiência. Uma vida deve ser intensa,  pois é aí  nesta vida já vivida que você vai encontrar os recursos de que necessita.
Aceite as experiencias que a sua vida lhe traz. Viva as oportunidades, as dores e as alegrias. Amplie seu mundo íntimo. Estude, escute, opine, se achar errado diga não! Construa-se.

Postar um comentário

Citação

Jung: ...A vida nada mais é do que um hiato. O que fazemos dela, o sentido que damos para ela enquanto vivemos importa mais do que qualquer acúmulo de glória e riquezas materiais.