Pesquisar este blog

quinta-feira, fevereiro 23, 2012

Entrevista: relacionamento na rede


Amizade on-line ou off line... isto existe? *

Quem é que nunca encontrou ou reencontrou um amigo pela internet, seja pelo OrkutFacebook ou mesmo pelo Twitter? E quem é que nunca o levou para a vida off line?  
A psicóloga Noeliza Bianchini Salomão de Lima garante que a relação que fica apenas na web não substitui a real. “O estímulo, que a amizade oferece, entra na pirâmide de Maslow das necessidades humanas de primeiro grau, junto de alimento e abrigo. Como ela prevê também o toque, é indispensável que haja o contato físico”, argumenta. A relação que fica restrita ao mundo da internet preenche apenas a lacuna que o ser humano tem da pertinência. “Para sanar essa necessidade basta estar inserido em um grupo o qual sente afinidades, o que não envolve a troca de estímulos físicos”, completa. *
Porém, a amizade on-line pode ter a função de completar o círculo de amigos reais. “Quantos colegas que não se viam há anos não se reaproximaram por meio das ferramentas da internet?”, questiona.
Para finalizar, Noeliza alerta os internautas que entram no mundo da web com uma alta expectativa de novos contatos. Essa pode ser uma tentativa frustrada. “Pessoas carentes, com dificuldades de rejeição, problemas não resolvidos e portadores de depressão, são pessoas ‘a beira de um ataque de nervos’. "Algumas surtam psiquicamente ao lidarem com frustrações. Neste caso, a internet pode ser danosa”, orienta a psicóloga.
De forma geral, as relações podem ser intensas tanto na internet como na vida real, e de acordo com a psicóloga, existem banalidades em ambas as formas. “Ter amigos é uma necessidade humana, e qualquer que seja o modo, vale a pena”, finaliza.


Pelo espaço: TEIA Editorial 
Postar um comentário

Citação

Jung: ...A vida nada mais é do que um hiato. O que fazemos dela, o sentido que damos para ela enquanto vivemos importa mais do que qualquer acúmulo de glória e riquezas materiais.