Pesquisar este blog

domingo, junho 20, 2010

Lições de ir e vir

Estava eu taxiando pela Cidade das Andorinhas (Bela!... Sempre!) e pensando sobre meus atendimentos. De repente, uma exlamação do motorista: "Eu odeio ir para este bairro! E meu carro é marcado, sempre acabam me pedindo para ir pro Botafogo, Guanabara, Castelo". A primeira coisa que pensei foi: 'Bom, acho que é porque é perto demais do ponto dele, e recebe menos...'. Em seguida o Sr.disse: 'Não é pelo dinheiro, é que nunca eu posso ir para outro lugar... outro dia até assustei (continuou). Uma Senhorinha me pediu para ir a Souzas -   olha a mulher tinha pouco dinheiro, mas eu levei com prazer!!!'.  
Arroubos assim são comuns com a minha pessoa. Achei a princípio um tanto esquisita a falta de sensibilidade do Sr., já que eu infelizmente tinha pedido para ir ao Botafogo... Ao mesmo tempo fiquei pensativa com este destino de 'orelha', que considero um dom, fico contente que as pessoas desabafem comigo. E, reflexiva, despedi-me do meu condutor. Senti que aprendi algo importante naquele dia.
Hoje considero o fato uma lição que se merece ter a cada dia, mostrando o quanto somos parecidos. Veja só, cada qual com seus sonhos e desejos, compartilhados e vivos no mesmo universo. A humanidade em seu construir torna-nos um pouco mais dignos e unidos no partilhar. Lembrou-me Cecília Meirelles:

'A vida, a vida, a vida
Só é possível re-inventada.'


Postar um comentário

Citação

Jung: ...A vida nada mais é do que um hiato. O que fazemos dela, o sentido que damos para ela enquanto vivemos importa mais do que qualquer acúmulo de glória e riquezas materiais.