Pesquisar este blog

sexta-feira, janeiro 01, 2010

Começou o ano, e agora?

Hoje é o ano novo! O que muda? O grande desafio da passagem e construir algo novo. Mas o que? Trocam-se mensagens, sugestoes de todas as formas, desde uvas até invocações poderosas.
Todos temos a semente, a possibilidade de criar. Nada se constroi sem a magia do desejo, e este existe em cada um de nós.
O ser humano é especial nas festas de fim de ano. Isto revela que somos construtores e poetas. Como disse Husserl, os er humano é 'da-sein' : o ser aí, o ser em 'fazimento'. E esta construção é estendida a sociedade em várias formas de expressão.
Desejo que as intenções se realizem, um esforço constante de fazer e aguardar a cooperação do meio relacional, de outros seres humanos, da natureza e de nossa decisão e perseverança.
A paz sobrepoe-se a qualquer discurso. Ou convivemos ou convivemos. Não há saída. E a paz começa dentro de nós. Que cada um se preponha a ser 'uma estação final da desagregação', e em melhores palavras, 'uma estação de paz' - o mundo fica feliz e agradece.
A paz não é só uma tatuagem, ou um programa de governo. É a nossa única possibilidade. Há que ser trabalhada, e entendida como a harmonia na nossa vivencia na terra.
Por isto este tempo de retomada, em tanta profussão de alegria e esperança, é um grande investimento do ser humano, em todo o mundo.
Acrescento a alegria e paz compartilhadas num aeroporto a 0 hora de ontem. A arte, a música e a surpresa formaram um belo momento neste tempo de desejos e festa.
Para Sonia que colocou no seu orkut. Sem diferenças, a alegria é um grande propulsor ao bem.
Postar um comentário

Citação

Jung: ...A vida nada mais é do que um hiato. O que fazemos dela, o sentido que damos para ela enquanto vivemos importa mais do que qualquer acúmulo de glória e riquezas materiais.